calminha #3: abaixe a barra

thumb do podcast calminha episódio #3

este é mais um episódio do calminha, a versão do calma mais curtinha – olha, até rimou!

dessa vez eu adaptei um trecho do episódio #643 do The Tim Ferriss Show com Todd McFarlane, um artista de histórias em quadrinhos, mais conhecido por criar o Spawn.

clique aqui para acessar o episódio original.


vou te dar um conselho que você não conta pra sua mãe que ouviu de mim, porque as mães vão ficar horrorizadas com isso.

mas, aí vai: abaixe a barra!

é isso mesmo, abaixe a barra. em vez de levantar, abaixe!

e aqui está o porquê:

é muito mais fácil superar as barras baixas do que as altas. tenta só! coloca uma barra a dois metros de altura do chão e tenta pular. complicado, né? mas e uma a 30 centímetros? essa você pode pular 30 vezes em um minuto. é moleza!

portanto, abaixem a barra, senhoras e senhores.

isso significa que eu me levanto todos os dias e não tenho grandes expectativas de nada, nem mesmo com a humanidade.

inclusive, eu não sou uma pessoa religiosa, mas tenho uma oração pessoal que faço todos os dias e que é simples assim: “hoje não vai ser perfeito”. e olha, eu acerto muitos dias seguidos.

o que tortura as pessoas é que elas têm expectativas muito altas.

por exemplo, eu jogo Golf de vez em quando e, nas raras ocasiões em que eu dou sorte e, em um par de 5, consigo um 6, saio dançando pelado! mas o curioso é que, normalmente, o cara que tá jogando comigo e também faz um 6 em um par de 5 mas que tava com uma expectativa diferente, fica puto e quebra o taco – que custa mais do que todo o meu equipamento alugado.

tá vendo? nós fizemos a mesma pontuação e eu fiquei feliz da vida enquanto ele ficou puto!

e você pode aplicar isso em várias situações…

“você viu o e-mail que esse cara me enviou? que filho da puta.” “olha esse cara me cortando na estrada!” “eu fiquei 3 horas online pra comprar o ingresso daquele festival e acabou bem na minha vez” oin, você tava pensando que hoje seria perfeito, né? que todo mundo ia acordar pra tornar sua vida melhor. você sabe quem acordou hoje, em um planeta com oito bilhões de pessoas, e disse: “vou tornar a vida do Todd melhor hoje?” apenas um ser humano. UM! e esse sou eu. nenhum outro ser humano – nem mesmo minha esposa – pensou em facilitar o meu dia hoje.

se você for esperar que os outros te façam feliz ou que sequer se adaptem a você, vai ficar arrasado. portanto, abaixe a barra. se quiser ter uma vida boa, assuma que hoje não vai ser perfeito e que os seres humanos são falhos!

por que adivinha o que acontece? alguns dias, ninguém te interrompe. ninguém te corta na fila. e ninguém te escreve um e-mail ruim. e é um bom dia! não que você tenha ganhado na loteria ou que seu time tenha sido campeão, mas você simplesmente não teve muita merda pra lidar. pensa só, você não foi processado hoje. é um bom dia!