Derek Sivers

Derek Sivers

#25: lições de empreendedorismo que desafiam o status quo

spotifyapplegoogle

o episódio de hoje é uma tradução de alguns trechos do livro “Anything You Want“, de Derek Sivers.

sobre o autor:

depois de ganhar a vida como músico profissional, Derek Sivers procurou maneiras de vender seu próprio CD online e acabou criando a CD Baby, que já foi a maior vendedora de música independente na web, com mais de US $ 100 milhões em vendas para mais de 150.000 clientes músicos.

tradução:

Qual é a sua bússola?

A maioria das pessoas não sabe por que está fazendo o que está fazendo. Eles imitam os outros, seguem o fluxo ou caminhos conhecidos em vez de trilhar os seus próprios. Eles passam décadas em busca de algo que alguém as convenceu de que deveriam desejar, sem perceber que isso não as faz felizes. 

Não espere chegar até o leito de morte algum dia, tendo desperdiçado sua única chance na vida, cheio de arrependimento porque você buscou pequenas distrações em vez de grandes sonhos. Você precisa conhecer sua filosofia pessoal sobre o que te faz feliz e o que vale a pena fazer. 

Nas histórias a seguir, você notará alguns temas comuns. Estas são as minhas filosofias dos dez anos que passei iniciando e desenvolvendo uma pequena empresa. 

  1. Um negócio são é só sobre dinheiro. É sobre realizar sonhos para os outros e para você. 
  2. Criar uma empresa é uma ótima maneira de melhorar o mundo e, ao mesmo tempo, melhorar a si mesmo. 
  3. Quando você cria uma empresa, você cria uma utopia. É onde você projeta seu mundo perfeito. 
  4. Nunca faça nada apenas pelo dinheiro. 
  5. Não busque negócios apenas para seu próprio ganho. Atenda apenas às chamadas de ajuda. 
  6. O sucesso vem de melhorar e inventar persistentemente, não de promover persistentemente o que não está funcionando. 
  7. Seu plano de negócios é discutível. Você não sabe o que as pessoas realmente querem até começar a fazer. 
  8. Começar sem dinheiro é uma vantagem. Você não precisa de dinheiro para começar a ajudar as pessoas. 
  9. Você não pode agradar a todos, então exclua as pessoas com orgulho. 
  10. Torne-se desnecessário para o funcionamento do seu negócio. 
  11. O verdadeiro objetivo de fazer qualquer coisa é ser feliz, portanto, faça apenas o que te deixa feliz.

Transforme o sonho em realidade

Vender os CDs dos meus amigos estava começando a tomar muito do meu tempo. Percebi que havia acidentalmente iniciado um negócio. Mas eu não queria começar um negócio! Eu já estava vivendo a vida dos meus sonho como músico em tempo integral. Eu não queria que nada me distraísse disso. 

Então, pensei que, ao adotar uma abordagem utópica, poderia evitar que o negócio crescesse muito. Em vez de tentar torná-lo grande, eu iria torná-lo pequeno. Era o oposto de ambição, então eu tive que pensar de uma forma que fosse o oposto de ambiciosa. 

Eu escrevi um acordo de distribuição utópico e do ponto de vista do músico, baseado em minha própria experiência. Ou seja, em um mundo perfeito, meu distribuidor: 

  1. Me pagaria todas as semanas. 
  2. Me mostraria o nome completo e o endereço de todos que compraram meu CD. (Porque esses são meus fãs, não do distribuidor.) 
  3. Nunca me expulsaria por não vender o suficiente. (Mesmo que eu vendesse apenas um CD a cada cinco anos, ele estaria lá para alguém comprar.) 
  4. Nunca permitiria destaques pagos. (Porque não é justo com aqueles que não podem pagar.) 

É isso! Essa foi minha missão. Eu gostei. Era um passatempo digno. Dei o nome de CD Baby e coloquei os CDs dos meus amigos lá. 

Esses quatro pontos eram como uma declaração de missão. Eu os escrevi no site, falei sobre eles em todas as conferências e me certifiquei de que todos com quem trabalhei os conhecessem. 

O ponto principal é que eu não estava tentando fazer um grande negócio. Eu estava sonhando acordado sobre como uma coisinha ficaria em um mundo perfeito. 

Quando você faz um negócio, você consegue fazer um pequeno universo onde você controla todas as leis. Esta é a sua utopia. 

Quando você transforma isso em um sonho para você, também será um sonho para outra pessoa.

Um modelo de negócios com apenas dois números 

Como a maioria das pessoas, eu não tinha ideia de quanto cobrar por meu serviço. Então, fui em uma loja de discos em Woodstock, onde havia alguns CDs de músicos locais no balcão. 

Perguntei à mulher da loja: “Como funciona se eu vender meu CD aqui?” Ela disse: “Você define o preço de venda. Mantemos uma taxa fixa de $ 4. E pagamos você todas as semanas. ” 

Então fui para casa e escrevi em meu novo site cdbaby.com: “Você define o preço de venda. Mantemos uma taxa fixa de $ 4. E pagamos a você todas as semanas. ” Achei que, se funcionava para ela, funcionaria pra mim. 

Como estava demorando cerca de quarenta e cinco minutos de trabalho para adicionar um novo álbum ao site, também tive que cobrar US $ 25 por álbum como compensação pelo meu tempo (mostra quanto eu achava que meu tempo valia naquela época). Alguns dias depois, percebi que $ 35 é quase o mesmo que $ 25, então aumentei para $ 35 por álbum, o que me deixou espaço para dar descontos e ainda assim ter lucro. 

E é isso! Seis anos e US $ 10 milhões depois, esses mesmos dois números foram a única fonte de receita para a empresa: uma taxa de cadastro de US $ 35 por álbum e uma de US $ 4 por CD vendido. 

Um plano de negócios nunca deve levar mais do que algumas horas de trabalho – com sorte, não mais do que alguns minutos. Os melhores planos começam simples. Uma rápida olhada e bom senso devem dizer se os números vão funcionar. O resto é detalhe.

Exclua pessoas com orgulho 

Você sabe que não pode agradar todo mundo, certo? 

Mas observe que a maioria das empresas está tentando ser tudo para todos. E eles se perguntam por que não conseguem chamar a atenção das pessoas! 

Você precisa excluir pessoas com confiança e dizer com orgulho o que você não é. Ao fazer isso, você vai conquistar os corações das pessoas que deseja. 

O Hotel Café, um local de música folk e rock em Los Angeles, é um clube de silêncio. Cartazes enormes dizem: Nada de falar durante as apresentações! Os artistas são encorajados a interromper o show se alguém estiver falando, e avisar a pessoa que ela pode ir a qualquer outro clube da cidade para falar sobre a música. Este é o único lugar em L.A. onde você pode sentar e realmente ouvir música, o que, é claro, o torna o local de música mais popular da cidade. 

Quando a CD Baby ficou popular, eu recebia constantemente ligações de gravadoras querendo apresentar seus artistas mais recentes e populares em nosso site. 

Eu dizia: “Não. Eles não são permitidos aqui. ” 

Os caras ficavam irritadíssimos: “Hã? Como assim não é permitido? Você não é uma loja de discos? Nós somos uma gravadora. ” 

Eu dizia: “Você pode vender em qualquer outro lugar. Este é um lugar apenas para artistas independentes: músicos que optaram por não ceder seus direitos a uma corporação. Para garantir que esses músicos recebam o máximo de exposição que merecem, não são permitidos artistas de grandes gravadoras ”. 

O mundo é bem grande e você pode deixar 99% dele de fora do seu negócio.

Tenha a confiança de saber que, quando esse 1% souber que você está excluindo os outros 99, eles virão até você. Porque você mostrou o quanto valoriza o que eles fazem.

Não penalize a todos pelo erro de uma pessoa 

Um pequeno restaurante perto de onde eu estou morando tem essas placas de aviso enormes fixadas em todos os lugares: 

NOS RESERVAMOS O DIREITO DE RECUSAR O SERVIÇO.

TODOS OS PEDIDOS SÃO FINAIS! ABSOLUTAMENTE NENHUM REEMBOLSO! 

SEM SAPATOS, SEM CAMISA, SEM SERVIÇO. 

SEM CELULARES. NÃO É PERMITIDO TIRAR FOTOS E FAZER VÍDEOS. 

SEM DEMORA ! SALA DE ESPERA É APENAS PARA CLIENTES! 

Esse pobre empresário precisa de um abraço. Cada vez que alguém faz algo que deixa ele irritado, ele penaliza todos os seus futuros clientes pra sempre. 

Quando eu tinha seis anos, frequentei uma pequena escola restrita em Abingdon, na Inglaterra. No início do ano, alguém derramou suco de uva. Portanto, o suco de uva foi proibido pelo resto do ano. Mais tarde, alguém derramou suco de laranja, então o suco de laranja foi proibido pelo resto do ano. Por fim, não era permitido nada além de água. 

Vários anos atrás, um cara tentou colocar fogo em seus sapatos em um avião. Agora, e para todo o futuro, milhões de pessoas por dia terão que fazer fila para tirar os sapatos no aeroporto – por causa daquele momento idiota. 

Como proprietário de uma empresa, quando você é sacaneado por alguém, pode ficar tentado a fazer uma grande política que você acha que impedirá que você seja ferido novamente: um funcionário não consegue se concentrar e passa o tempo navegando na web. Em vez de apenas demitir ou reatribuir essa pessoa a um trabalho mais desafiador, a empresa instala um firewall de aprovação de conteúdo caro para que ninguém possa mais acessar sites não aprovados. 

É importante resistir a esse impulso simplista, raivoso e reacionário de punir a todos e dar um passo para trás para olhar o quadro geral. No momento, você está com raiva, focando apenas naquela pessoa horrível que te fez mal. Seu pensamento está turvo. Você começa a acreditar que todo mundo é horrível e que o mundo inteiro está contra você. Este é um momento horrível para fazer uma nova política. 

Quando um cliente faz mal a você, lembre-se dos cem mil que não fizeram. Você tem sorte de possuir seu próprio negócio. A vida é boa. Você não pode evitar que coisas ruins aconteçam. Aprenda a encolher os ombros. Resista ao impulso de punir a todos pelo erro de uma pessoa.

O email mais bem-sucedido que já escrevi 

Quando você cria um negócio, está construindo um pequeno mundo onde controla as leis. Não importa como as coisas são feitas em todos os outros lugares. Em seu pequeno mundo, você pode fazer como deveria ser. 

Quando criei a CD Baby, todo pedido disparava um e-mail automático que informava ao cliente quando o CD foi realmente enviado. No início, essa observação era apenas o normal “Seu pedido foi enviado hoje. Por favor, deixe-nos saber se ele não chegar. Agradeço pelos seus serviços.” 

Depois de alguns meses, isso parecia realmente incongruente com minha missão de fazer as pessoas sorrirem. Eu sabia que poderia fazer melhor. Então, gastei vinte minutos e escrevi uma coisinha boba: 

Seu CD foi cuidadosamente retirado de nossas prateleiras com luvas esterilizadas e colocado em um travesseiro de cetim. 

Uma equipe de 50 funcionários inspecionou seu CD e o poliu para se certificar de que estava nas melhores condições possíveis antes do envio. 

Nosso especialista em embalagem do Japão acendeu uma vela e um silêncio caiu sobre a multidão enquanto colocava seu CD na melhor caixa forrada de ouro que o dinheiro pode comprar. 

Todos nós fizemos uma celebração maravilhosa e toda a festa marchou rua abaixo até o correio, onde toda a cidade de Portland acenou “Bon Voyage!” para seu pacote, a caminho de você, em nosso jato particular da CD Baby neste dia, sexta-feira, 6 de junho. 

Espero que você tenha se divertido muito fazendo compras na CD Baby. Sua foto está em nossa parede como “Cliente do Ano”. Estamos todos exaustos, mas mal podemos esperar que você volte para CDBABY.COM !! 

Aquele e-mail idiota, enviado a cada pedido, foi tão amado que se você pesquisar no Google por “jato particular da CD Baby”, você obterá quase 20 mil resultados. Cada um é alguém que recebeu o e-mail e amou a ponto de postar em seu site e contar a todos os amigos. Aquele e-mail bobo criou milhares de novos clientes. 

Quando você está pensando em como fazer seu negócio crescer, é tentador pensar em grandes realizações e criar planos de ação massivos para mudar o mundo. Mas saiba que muitas vezes são os pequenos detalhes que realmente emocionam as pessoas o suficiente para fazê-las contar a todos os seus amigos sobre você.

Não diga apenas “sim”. Diga “sim pra caralho” ou “não”.

Se você tem o hábito de se comprometer com  muita coisa ou se dispersar demais, use essa regra. 

Funciona assim: se você não estiver pensando: “pqp, claro que sim!” sobre um novo compromisso, é melhor dizer não. 

Quando você diz não para a maioria das coisas, você abre espaço na sua vida para se jogar completamente naquela coisa rara que te faz dizer: “Claro que sim! ”

Ou seja, pra cada evento que você for convidado, cada solicitação para começar um novo projeto, pense bem na sua reação instintiva. Se você não estiver com o sentimento de: “pqp, sim!”. Diga não. 

Estamos todos ocupados. Todos nós assumimos coisas demais. Dizer sim para menos é a saída.

Faça o que quiser fazer

Depois que seu negócio estiver funcionando por algum tempo, você chegará a uma encruzilhada interessante. 

Todo mundo presume que, como proprietário da empresa, você será o CEO tradicional, tendo almoços poderosos com outros CEOs poderosos e fazendo grandes negócios. Mas e se você não gostar de fazer isso? E se o que você mais ama é a solidão do artesanato? Ou conversar com clientes? 

Nunca se esqueça de que você pode definir sua função como quiser. Qualquer coisa que você odeie fazer, outra pessoa adora. Portanto, encontre essa pessoa e deixe-a fazer isso. 

Eu adorava me sentar sozinho e programar, escrever, planejar e inventar – pensar em ideias e colocá-las em prática. Isso me deixa feliz, não negócios ou gestão. Então, encontrei alguém que gostava de fazer negócios e o coloquei no comando de tudo isso. 

Se você fizer as coisas desse jeito, encontrará muita resistência e mal-entendido, mas quem se importa? Você não pode viver a expectativa de outra pessoa de um negócio tradicional. Você precisa apenas fazer o que mais gosta ou perderá o interesse na coisa toda. 

Em uma observação semelhante, as pessoas também presumem que você deseja ser grande – grande – grande – o maior possível. Mas você quer mesmo? Um grande crescimento significa muitas reuniões, investidores, banqueiros, mídia e respostas a outras pessoas. Está muito longe do verdadeiro núcleo do negócio. 

A felicidade é a verdadeira razão de você estar fazendo alguma coisa, certo? Mesmo que você diga que é pelo dinheiro, o dinheiro é apenas um meio para a felicidade, não é? Mas e se for provado que depois de certo ponto, o dinheiro não cria felicidade alguma, mas apenas dor de cabeça? Você pode ser muito mais feliz como uma empresa de $ 1 milhão do que como uma empresa de $ 1 bilhão. 

O engraçado é que eu não queria que a CD Baby crescesse. Mesmo desde o início, eu não queria que esse hobby do site me afastasse de minha carreira como músico, mas aconteceu. Eu não queria que tivesse mais do que alguns funcionários ou que minha saísse da minha casa, mas teve que sair. Quando eu tinha vinte funcionários, prometi mantê-lo desse tamanho, mas a demanda do cliente continuava crescendo e eu tinha que mantê-los satisfeitos. Quando eu tinha cinquenta funcionários, jurei que era o suficiente e que precisávamos conter esse crescimento, mas o negócio continuou crescendo. 

Quando as pessoas perguntavam: “O que você está fazendo para expandir sua empresa? ”Eu dizia:“ Nada! Estou tentando fazer com que pare de crescer! Eu não gosto disso. É muito grande . “Eles pensavem que era a coisa mais estranha. Todas as empresas não querem ser as maiores possíveis? 

Não. Certifique-se de saber o que te faz feliz, e não se esqueça disso.

Você faz o seu mundo perfeito

Comecei a CD Baby focado em transformar o sonho de uma distribuição perfeita em realidade para os músicos. Mas, ao longo do caminho aprendi a importância de fazer do meu negócio um sonho para mim também. 

Os negócios são tão criativos quanto as artes plásticas. Você pode ser tão pouco convencional, único e peculiar quanto quiser. Uma empresa é um reflexo do criador. 

  1. Algumas pessoas querem ser bilionários com milhares de funcionários.
  2. Algumas pessoas querem trabalhar sozinhas. 
  3. Alguns querem o máximo de lucro possível. Alguns querem o menor possível. 
  4. Alguns querem estar no Vale do Silício com clientes da Fortune 500. Alguns querem ser anônimos. 

Não importa qual meta você escolha, haverá muitas pessoas dizendo que você está errado. Apenas preste muita atenção ao que o excita e o que o esgota. Preste muita atenção quando você está sendo você mesmo e quando está tentando impressionar um júri invisível. 

Mesmo que o que você faz esteja desacelerando o crescimento de sua empresa – se isso o deixa feliz, tudo bem. É sua escolha permanecer pequeno. Você notará que, à medida que minha empresa crescia, minhas histórias sobre ela eram menos felizes. 

Essa foi a minha lição aprendida. Estou mais feliz com cinco funcionários do que com oitenta e cinco, e mais feliz trabalhando sozinho. O que quer que você faça, é sua criação, então torne seu sonho pessoal realidade.

se você curtir o podcast, vai lá no Apple Podcasts / iTunes e deixa uma avaliação, pleaaaase? leva menos de 60 segundos e realmente faz a diferença na hora trazer convidados mais difíceis. além disso, eu curto ler os comentários! 😉

e se puder, vai lá nas minhas redes sociais e me diz o que você está achando do podcast: